A Santa Casa agradece as doações

As campanhas em prol da Santa Casa comovem a todos e, no decorrer do ano, tivemos ajudas que chegaram na hora certa. Ver o espírito voluntário e de caridade nos comoveu. A sociedade guaçuana tem se tornado de fato uma grande irmandade.  Ouvir de cada doador o que os motivou só faz crescer em nós o desejo de trabalharmos cada vez mais para aliviar a dor dos que aqui chegam. Até mesmo os colaboradores da Santa Casa foram beneficiados. A agência Sicred realizou a Semana de Educação Financeira com palestras voltadas para funcionários. “O que mais valorizamos nas Santas Casas é o brilho nos olhos dos colaboradores, quem trabalha aqui trabalha com amor, gosta do que faz e faz bem feito. Quando pessoas de bem fazem as coisas com comprometimento, tudo acontece”, enfatizou o gerente Vitor.

Confira o que disseram os demais doadores.

SICREDI

“A cooperativa é voltada para a comunidade onde atua. Um dos nossos objetivos é contribuir com o desenvolvimento das comunidades e todos sabem do trabalho bonito que é feito nas Santas Casas e, que estão passando por alguma dificuldade. Por isso, surgiu a ideia de criar essa ação no Dia C, de Cooperar. Uma forma de contribuir com a comunidade e ajudar a Santa Casa que está precisando. Houve parceria para arrecadação de leite com outras cooperativas como Unimed e outras parceiras como Droga Raia e Embelleze. Foram arrecadados 398 litros de leite”. Paula Alves e Vitor, agência Sicredi.

4

 

MONTREAL MAGAZINE

“Nós resolvemos criar uma campanha chamada ‘Torcida Montreal’. A campanha foi uma disputa interna entre nossos colaboradores. Entrando no clima da Copa, os colaboradores foram divididos em grupos e tinham como missão arrecadar itens de higiene e limpeza, cada item valia uma pontuação e, no fim, o grupo que tivesse mais pontos ganharia uma camiseta personalizada e uma pequena confraternização. A campanha durou 21 dias e foram arrecadadas 15 toneladas em produtos. Como a quantidade foi muito acima do esperado, resolvemos então dividir os itens com mais três instituições, como a Santa Casa de Mogi Mirim, APAE de Mogi Guaçu e a Casa de Repouso Lar Emanuel” – Bruna Fonseca, Montreal Magazine.

5

 

SÔNIA CALÇADOS

“A Sônia, presidente e diretora da empresa, viu a necessidade da Santa Casa e notou que muitas empresas ajudavam com alimentos, roupas e outros materiais. Mas que a real necessidade, que é a financeira, não havia. E todo ano nós fazemos uma ação voluntária e, nesse ano escolhemos como foco a Santa Casa. Havia alguns produtos em estoque, que foram selecionados. Entramos em contato com o shopping, conseguimos um espaço e fizemos a divulgação nas redes sociais. A ação foi um ‘Mega Bazar’ com produtos a 50% de desconto e dentro desse valor de vendas, 5% seria destinado à Santa Casa. O valor total doado foi em torno de R$ 15 mil”. Caio Pagni Pereira, Sônia Calçados.

6

 

SICOOB
“Todo ano temos o Dia C, de Cooperar, e temos de fazer um trabalho social e com a equipe. Soubemos que a Santa Casa estava com problemas financeiros, entramos em contato com a direção do hospital e recebemos uma lista com itens como leite, chá e pó de café. Abraçamos a causa e passamos a solicitar para os associados e chegamos a 3 mil litros de leite arrecadados. Todas as agências de outras cidades também trouxeram doações, como o pessoal da agência de Guaranésia, Mococa, Conchal, Areado, Juruaía e alguns mercados. Tivemos um associado que nos ajudou na campanha, que estava internado, e disse: estou tomando leite quentinho que vocês arrecadaram. O bom foi que com esses leites foi possível a direção do hospital economizar e comprar outros tipos de leites especiais” – Ana Paula, Sicoob.

7

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *